Seção de atalhos e links de acessibilidade

Editoriais 19/10/2021 às 10:50

Fonte: Resumo Diário

Escrito por: Juliana De Biagi

Autoexame das mamas: como e quando fazer?

O outubro Rosa é celebrado desde os anos 90 e tem como objetivo alertar a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Em 2021, serão comemorados os 150 anos da instituição no Brasil. Ao longo deste período, a instituição manteve-se fiel aos valores confessionais vinculados à sua origem na Igreja Presbiteriana do Brasil.


Foto Principal Notícia

Foto Por: Divulgação

O autoexame das mamas tem como finalidade principal o autoconhecimento, pois permite a mulher a conhecer o próprio corpo e identificar alterações que possam surgir.

 

É indicado para mulheres a partir dos 20 anos de idade, para ser feito uma vez ao mês. Para mulheres que menstruam, fazer o exame após a menstruação, fase que as mamas estão mais flácidas e menos sensíveis. Para as mulheres que não menstruam, pode-se escolher um dia fixo do mês.

 

Inicie o autoexame fazendo uma observação em frente ao espelho, levante e abaixe os braços e depois coloque as mãos na cintura para verificar se apresenta alguma alteração visual.

 

A segunda etapa pode ser realizada em pé ou deitada, muitas mulheres gostam de fazer o autoexame durante o banho. Com o braço atrás da nuca você irá palpar a mama e axilas com a mão contrária e suavemente pressionar os mamilos e observar se ocorre saída de secreção. Repita o processo na outra mama.

 

Se notar qualquer alteração, procure atendimento médico.

 

É importante lembrar que o autoexame da mama não é um exame de rastreio para o câncer, isso significa que mesmo que você não encontre qualquer alteração, a consulta anual com ginecologista é indispensável.

 

Juliana De Biagi é médica ginecologista, obstetra e professora. Possui graduação em Medicina pela Faculdade Evangélica do Paraná (2009). Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital Santa Casa de Curitiba. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela FEBRASGO. Especialização em Uroginecologia e Disfunções do Assoalho Pélvico pela FMUSP. Professora auxiliar da Faculdade Evangélica Mackenzie do Paraná (FEMPAR) na disciplina de Saúde da Família e Comunidade II.

 

Sobre a Faculdade Presbiteriana Mackenzie

 

A Faculdade Presbiteriana Mackenzie é uma instituição de ensino confessional presbiteriana, filantrópica e de perfil comunitário, que se dedica às ciências divinas, humanas e de saúde. A instituição é comprometida com a formação de profissionais competentes e com a produção, disseminação e aplicação do conhecimento, inserida na sociedade para atender suas necessidades e anseios, e de acordo com princípios cristãos.

 

O Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM) é a entidade mantenedora e responsável pela gestão administrativa dos campi em três cidades do País: Brasília (DF), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ). As Presbiterianas Mackenzie têm missão educadora, de cultura empreendedora e inovadora. Entre seus diferenciais estão os cursos de Medicina (Curitiba); Administração, Ciências Econômicas, Contábeis, Direito (Brasília e Rio); e Engenharia Civil (Brasília).

 

Em 2021, serão comemorados os 150 anos da instituição no Brasil. Ao longo deste período, a instituição manteve-se fiel aos valores confessionais vinculados à sua origem na Igreja Presbiteriana do Brasil.



Ver mais