Seção de atalhos e links de acessibilidade

Esportes 15/05/2020 às 08:57

Fonte: Só Notícias

Escrito por: Só Notícias

A Confederação Brasileira de Futsal projeta a retomada do calendário de competições nacionais da modalidade para o segundo semestre.

Federação de Futsal monitora avanço do Coronavírus em MT para decidir calendário esportivo

A Federação Mato-grossense de Futsal (FMFS), estuda seguir a data.

No entanto, frisa a importância de preservar a saúde dos desportistas.


Foto Principal Notícia

Foto Por: Divulgação

A Confederação Brasileira de Futsal projeta a retomada do calendário de competições nacionais da modalidade para o segundo semestre. A Federação Mato-grossense de Futsal (FMFS), estuda seguir a data. No entanto, frisa a importância de preservar a saúde dos desportistas. O anúncio foi feito pela entidade máxima do futsal brasileiro, que pretende ainda desenvolver protocolos junto as federações, responsáveis pela realização de evento, esta semana. O principal objetivo é garantir a segurança e saúde de todos.

A Federação Mato-grossense de Futsal informou que monitorando o avanço da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), no Estado. A entidade segue todas as orientações dos órgãos de saúde competentes. A ideia é voltar com o planejamento da Confederação Brasileira de Futsal, mas o retorno deve acontecer quando um novo decreto autorizando as competições esportivas for elaborado pelo governo do Estado e as prefeituras.

Em Mato Grosso, tem clubes classificados para a Taça Brasil de Futsal, e Copa do Brasil de Futsal, competições nacionais promovidas pela Confederação Brasileira de Futsal . A primeira competição do calendário estadual 2020 seria a Copa Centro América de Futsal, que teria início em abril, que dá vaga aos campeões no masculino e feminino na Taça Brasil, e agora também com a possibilidade de levar os segundos colocados para a Copa Regional Centro-Oeste, nova competição anunciada pela Confederação.

A confederação afirmou que é preciso levar em consideração a decisão das federações. Já que a maioria dos eventos são promovidos pela entidade, e reúnem clubes todos os estados do Brasil, e que cada estado segue uma política individualizada de controle da situação epidemiológica.



Ver mais