Seção de atalhos e links de acessibilidade

Estado 03/07/2020 às 09:24

Fonte: Muvuca Popular

Escrito por: Muvuca Popular

Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT)

Mato Grosso registra 136 presos infectados pelo novo coronavírus

apontam que 136 reeducandos já foram infectados pela covid-19 até terça-feira (30).

Ao todo, 268 presos testaram negativo para a doença e 93 reeducandos do contingente de infectados já estão curados do coronavírus


Foto Principal Notícia

Foto Por: Divulgação

Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) apontam que 136 reeducandos já foram infectados pela covid-19 até terça-feira (30).

Informações do boletim epidemiológico do Sistema Penitenciário (Sispen) dão conta que os presos infectados fazem parte de 35 das 74 unidades prisionais distribuídas pelo estado.

Ao todo, 268 presos testaram negativo para a doença e 93 reeducandos do contingente de infectados já estão curados do coronavírus. Segundo o Sispen, ocorreram duas mortes de presidiários e há 43 casos que são consideradas ocorrências suspeitas.

As cadeias públicas de Alta Floresta, Diamantino e Cáceres são as unidades prisionais com maior incidência de presos com coronavírus, com 124 dos 136 casos.

No quadro de servidores, 70 profissionais testaram positivo para doença e outros 127 estão com suspeita de contágio. Dados da Sesp indicam que 131 servidores do sistema penitenciários testaram negativo para a doença, além de 24 profissionais que estão curados da covid-19.

A cadeia pública de Várzea Grande e a Penitenciária Central do Estado, localizada em Cuiabá, concentram 24 das 70 notificações de contágio pela covid-19 em servidores, sendo as líderes em registros deste tipo em Mato Grosso.

Coronavírus em Mato Grosso

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontam que Mato Grosso já ultrapassou a marca dos 18,3 mil casos de contágio pelo coronavírus, dos quais 1,1 mil notificações foram registradas em apenas 24 horas.

Além disso, o estado já acumula 706 mortes pela doença. A concentração dos casos está nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso, Primavera do Leste e Tangará da Serra.



Ver mais