Seção de atalhos e links de acessibilidade

Política 23/09/2021 às 07:46

Fonte: Olhar Direto

Escrito por: Olhar Direto

Quem realmente trouxe a ferrovia para Mato Grosso foi Olacyr, diz Mauro ao minimizar polêmica em torno de ferrovia

Quem realmente trouxe a ferrovia para Mato Grosso foi Olacyr, diz Mauro ao minimizar polêmica em torno de ferrovia.


Foto Principal Notícia

Foto Por: Rogério Florentino / Olhar Direto

Na contramão da Assembleia Legislativa (ALMT) e de outras lideranças políticas, o governador Mauro Mendes (DEM) reforçou não ter visto problema algum na escolha do nome da ferrovia estadual, que teve contrato junto á Rumo Logística S/A assinado na segunda-feira (20). Para o democrata, pouco importa se o modal levará o nome do senador Vicente Emílio Vuolo ou do produtor rural Olacyr de Moares.

 

A escolha da Rumo em dar ao traçado o nome Ferrovia de Transporte Autorizada Olacyr de Moraes (Fato) gerou revolta, por exemplo, no prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que culpou o governador e afirmou ser um enorme desrespeito com a história de Vuolo, reconhecidamente o “pai da Ferronorte”.

 

“Sinceramente, não prestei atenção nisso. Meu foco eu dediquei para viabilizar a ferrovia, com investimento de R$ 11,2 bilhões da empresa e que vai mudar a história de grande parte da história. Em relação a nome, tanto faz tanto fez”, disse, nesta quarta-feira (22).

 

Mauro ainda ponderou a importância de Olacyr para a chegada da ferrovia até Mato Grosso. “Acho que Olacyr fez muito, pois quem realmente trouxe a ferrovia para Mato Grosso foi Olacyr de Moraes. Mas isso é uma questão da Rumo, não minha. Isso é irrelevante”.

 

Ao falar que Olacyr foi primordial para a construção da ferrovia, Mauro leva em consideração o fato de que o produtor rural, já classificado como “rei da soja”, foi o criador da Ferronorte S.A., que em maio de 1989 teve contrato assinado com o governo federal para a instalação e exploração do modal.

 

O Olhar Direto procurou a assessoria da Rumo, mas a empresa ainda não se manifestou sobre a polêmica.

 

Questionamento na AL

 

Apesar do posicionamento do governador, a Assembleia está unida na decisão de manter o nome de Vuolo na ferrovia estadual, que estará interligada com Rumo Malha Norte (antiga Ferronorte).

 

Os deputados partem da lei de autoria do deputado Wilson Santos (PSDB) e sancionada pelo ex-governador Dante de Oliveira (já falecido) em 1998, na qual determina que qualquer trecho da Ferronorte que corte Mato Grosso leve o nome do senador.

 

Na sessão de hoje, Wilson projeto de lei para que a ferrovia seja chamada Ferrovia Estadual Senador Vicente Emílio Vuolo. O parlamentar deve contar com apoio unânime da Assembleia.



Ver mais