Seção de atalhos e links de acessibilidade

Política 20/07/2021 às 07:38

Fonte: Repórter MT

Escrito por: Repórter MT

Janaina: Candidatura de Emanuel ao governo é inviável para o MDB

Deputada diz que, no entanto, nada impede que prefeito de Cuiabá saia candidato ao governo por outro partido.


Foto Principal Notícia

Foto Por: Camilla Zeni

Deputada diz que, no entanto, nada impede que prefeito de Cuiabá saia candidato ao governo por outro partido

 

Deputada avaliou que Emanuel não consegue apoio suficiente para se lançar candidato ao governo

 

A deputada estadual Janaina Riva (MDB), que defende aliança do partido no projeto de reeleição do governador Mauro Mendes (DEM) disse à imprensa, nesta segunda-feira (19), que o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), não conseguiu construir uma boa relação com os filiados do partido e, por isso, não reúne ambiente favorável para se lançar a uma disputa ao governo do Estado.

 

“Acho que é mais distante do que qualquer outro projeto alternativo”, comentou a parlamentar nesta segunda-feira (19), durante encontro das lideranças do MDB em Chapada dos Guimarães (70 km da Capital).

 

O encontro reuniu as lideranças do MDB com prefeitos e vice-prefeitos, além de secretários estaduais e o próprio governador Mauro Mendes, com quem Emanuel tem desafeto público há cerca de três anos. Apesar de ser um dos principais nomes da legenda, o prefeito de Cuiabá não compareceu.

 

Na visão da deputada, Emanuel não conseguiu formar um ambiente favorável dentro do MDB. Janaina avaliou que, no entanto, nada impede que o gestor procure outro partido para viabilizar sua intenção de disputar o governo estadual.

 

“Hoje, no MDB, eu sinto que não tem ambiente para isso. É lógico que não existe o impossível, mas eu não vejo, hoje, viabilidade nenhuma de um projeto próprio do partido, e principalmente com o nome do Emanuel, porque ele ainda não construiu dentro do partido uma relação com os filiados”, comentou Janaina.

 

As especulações sobre o nome do gestor foram levantadas por ele próprio, ao inaugurar uma obra no mês de maio. Naquela ocasião, Emanuel deu a entender que poderia se desvencilhar da Prefeitura para disputar o governo. Apesar disso, desde então, o prefeito não tem conseguido agrupar apoio ao projeto, salvo exceções dos membros de sua gestão e da Câmara de Cuiabá, que são entusiastas da proposta.

 

Da bancada de deputados do MDB, os três da Assembleia Legislativa (quatro, se contar o suplente Romoaldo Júnior) e os dois federais (incluindo o líder Carlos Bezerra) já avaliaram que Emanuel deve terminar a gestão e pensar em uma disputa ao governo apenas para 2026. Entretanto, o MDB apenas deve chegar a uma decisão final nas convenções de 2022.



Ver mais