Seção de atalhos e links de acessibilidade

Política 29/10/2020 às 16:18

Fonte: Olhar Direto

Escrito por: Olhar Direto

Ludio diz que governo de MT tem recurso para compra de vacina, mas não a vê como prioridade

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT), principal membro da oposição ao governo Mauro Mendes (DEM) dentro do parlamento

afirmou que o estado tem dinheiro para comprar vacinas contra a Covid-19, para a imunizar a população do estado


Foto Principal Notícia

Foto Por: Divulgação

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT), principal membro da oposição ao governo Mauro Mendes (DEM) dentro do parlamento, afirmou que o estado tem dinheiro para comprar vacinas contra a Covid-19, para a imunizar a população do estado, mas avaliou que o chefe do Executivo tem outras prioridades.
 

Para Cabral, o governador deveria parar de seguir a linha do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) em relação à Covid-19 e buscar conseguir a vacina o quanto antes, para depois não ter problemas maiores.
 
“Se o governador está seguindo a linha do presidente da República, assim como fez em várias outras situações, ele está agindo contra a saúde pública. Ele não tem que entrar nessa de que não vai buscar vacina. Ao contrário, ele já deveria ter colocado a Secretaria de Saúde, Casa Civil para articular com os centros que estão a produzido para disponibilizar acesso para Mato Grosso”, disse.


O parlamentar, por fim, garantiu que o Estado tem recurso para comprar vacinas para imunizar toda a população e citou que a atual gestão do Governo Federal está destruindo um programa de imunização construído ao longo de décadas no país.
 
“Quando a vacina estiver pronta, vai ser uma corrida planetária para adquirir. Nós não podemos retardar isso. Mesmo dentro da lógica da cabeça do governador, que é a lógica econômica, o estado não pode ficar longe disso e a população precisa se vacinar. Dinheiro para comprar a vacina tem. É uma questão de priorizar essa ação. Todo esforço feito no país, no Congresso Nacional, para alocar custos recursos para investimentos necessários da saúde, não tem como abrir mão disso, no caso da vacina. Ao longo de décadas o Brasil construiu um programa de imunização que está sendo destruído e a campanha da vacina da Covid poderia ser a chance de voltar isso”, concluiu.
 
Na quarta-feira (29), o governador Mauro Mendes confirmou que o Estado tem dinheiro para comprar vacinas, caso o Governo Federal não as forneça, mas explicou que não quer entrar em polêmicas como a criada entre o governador de São Paulo João Dória (PSDB) e o presidente da República.



Ver mais