Seção de atalhos e links de acessibilidade

Política 28/01/2022 às 14:29

Fonte: Olhar Direto

Escrito por: Olhar Direto

Mauro diz que espera bom senso da Prefeitura para diálogo sobre obras na parte superior da Jurumirim

Mauro diz que espera bom senso da Prefeitura para diálogo sobre obras na parte superior da Jurumirim.


Foto Principal Notícia

Foto Por: Mayke Toscano/Secom-MT

Durante entrega da parte inferior da trincheira Jurumirim nesta sexta-feira (28), o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que espera que haja diálogo com a Prefeitura de Cuiabá para o início dos reparos agora na parte superior. Mendes pediu ‘bom senso’ à gestão municipal.

 

“Olha, eu espero que não [haja problemas], né? A parte de cima é mais simples, as intervenções são mais simples, mas seguramente haverá necessidade de fazer e eu espero que o bom senso e o interesse público estejam em primeiro lugar”, afirmou Mauro.

 

A preocupação existe porque houve imbróglios para a liberação do início das obras na parte inferior. Em maio de 2021, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) chegou a afirmar que não admitiria que a população fosse ‘pega de surpresa’ com interdições para obras de reparo na Trincheira, e exigiu que o Governo do Estado de Mato Grosso fizesse uma ampla campanha de informação.

 

Antes disso, ainda em abril, o secretário de Infraestrutura Marcelo de Oliveira afirmou que o Estado só aguardava a liberação da Prefeitura. Na época, o vice-prefeito e secretário de Obras José Roberto Stopa (PV) havia dito que não seria possível fazer duas obras estruturantes ao mesmo tempo (e a Prefeitura ainda não tinha entregue, na época, o Viaduto Murilo Domingos).

 

A trincheira foi interditada, então, em 8 de junho. A previsão, na época, era de que a obra demorasse 7 meses para ficar pronta, mas o Governo do Estado apresentou datas de entrega para novembro, dezembro e 10 de janeiro. Emanuel, diante dos atrasos na entrega, chegou a pedir uma data fixa e disparou: “Me dá que eu termino”.

 

A obra foi entregue nesta sexta-feira (28), e agora devem começar os reparos na parte superior. Segundo Marcelo de Oliveira, a segunda parte deve começar em 5 de fevereiro, e a previsão de entrega é de até 90 dias. No entanto, também depende de liberação por parte da Prefeitura.



Ver mais