Seja Bem Vindo, 18 de Dezembro de 2018.
Peixoto de Azevedo - MT
Notícias
Política
Mauro vai revelar que Pedro Taques quebrou o estado
Reunião nesta quarta com deputado será de apelo para não aumentar repasses
Publicado em: 05/12/2018 ás 13:51:00 Autor: Muvuca Popular Fonte: Muvuca Popular
Foto Por: Divulgação

 

O governador eleito de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), se reúne na manhã desta quarta (05), com os deputados estaduais, para pedir apoio no arrocho financeiro que pretende fazer no início da sua gestão. Na prática, Mendes vai mostrar o quanto o atual governador, Pedro Taques, ‘quebrou’ o estado, e pedir trégua aos poderes.

 

“Nós vamos expor, debater e ouvir os deputados, mostrando toda essa realidade, todos os números verdadeiros do Mato Grosso”, assinalou Mendes, após tomar pé da situação grave em que herdará a administração.

 

O pano de fundo do encontro é pedir uma espécie de carência orçamentária, já que os poderes do estado (Leia-se: Tribunal de Justiça, o Ministério Público, o Tribunal de Contas e a Defensoria Pública) solicitaram da Assembleia Legislativa um incremento de 10% em seus orçamentos para o próximo ano.

 

Esse tipo de apelo já foi realizado inúmeras vezes pelo próprio Taques, quando acabou conseguindo uma esperada moratória, com o discurso de que precisava de apoio para poder ‘moralizar’ e ‘recuperar’ as contas do estado.

 

No final, porém, o que se viu foi mais dívidas, gastos desnecessários, inchaço da máquina, contratos superfaturados, sem contar roubalheira através de vícios de licitação com financiadores de campanha, o que acabou levando parte do seu secretariado para a cadeia, e um resultado arrasador nas urnas, quando terminou o pleito deste ano em quarto lugar, perdendo até para brancos e nulos, e sendo o único governador da história a não conseguir a reeleição.

 

Mendes, por sua vez, afirma que o referido aumento no repasse dos Podres não é possível no momento, e que Mato Grosso precisa do esforço de todos para poder garantir o equilíbrio fiscal.

 

Como a maioria dos parlamentares não conseguiram se reeleger, não existe segurança de que eles atendam o pedido do novo governador, que assumirá o posto quando os atuais estiverem saindo.

 

“Nós vamos expor, debater e ouvir os deputados, mostrando toda essa realidade, todos os números verdadeiros do Mato Grosso”

“Nós temos mostrado a todos os Poderes essa dura realidade. Temos mostrado a dificuldade econômica de Mato Grosso e o esforço que o Executivo tem feito para poder colocar a casa em ordem”, diz Mauro, como se já tivesse assumido o governo.

 

“Estamos cortando secretarias, vamos demitir mais de três mil cargos comissionados, para que possamos buscar esse equilíbrio, e é isso que eu tenho dito aos poderes. Todo mundo precisa ajudar Mato Grosso neste momento, não só o Executivo tem que fazer este esforço. Todos precisam ajudar Mato Grosso neste momento de muita dificuldade”, reafirma Mauro, repetindo a cantilena do próprio Pedro Taques.

 

Não será por falta de diálogo, porém, que o novo governador irá deixar de conseguir apoio. Mauro vem conversando abertamente sobre a situação financeira do estado, embora de forma genérica, sem revelar os números reais, para não constranger ou causar melindres com Taques antes da posse. Após 1º de janeiro, no entanto, a conversa afunila.

  • Tags:
  • Herança maldita
©2018 - Resumo Diário - Todos os direitos reservados.