Seção de atalhos e links de acessibilidade

Política 31/07/2020 às 11:53

Fonte: RD News

Escrito por: RD News

Prefeita de Sinop vai à PF contra fake news sobre distribuição de cápsulas vazias de zinco

Após publicação, em página de humor nas redes sociais, de que a Prefeitura de Sinop

estaria distribuindo cápsulas de medicamentos vazias para pessoas com a Covid-19


Foto Principal Notícia

Foto Por: Divulgação

Após publicação, em página de humor nas redes sociais, de que a Prefeitura de Sinop estaria distribuindo cápsulas de medicamentos vazias para pessoas com a Covid-19, a prefeita Rosana Martinelli (PL) procurou as polícias Federal e Civil para registrar queixa-crime nesta sexta (31). Rosana, que é pré-candidata à reeleição, considerou “absurda” a divulgação de notícias falsas e diz ser a segunda vez, durante à pandemia, que é alvo.

"Estamos protocolando a queixa-crime contra a quadrilha de fake news. Quem fez esse tipo de acusação tem que ter provas, são inverdades com cunho político. Não vamos deixar que irresponsáveis coloquem em risco a saúde pública e a idoneidade de empresas", diz em vídeo - assista.

A publicação acusa a Prefeitura e os empresários da Farmácia de Manipulação Alquimia de terem entregue cápsulas de zinco vazias para pacientes em tratamento para Covid-19. Os empresários Ester e Carlos Martins, proprietários da farmácia, repudiaram as acusações e se colocaram à disposição para mostrar todo o processo de manipulação dos medicamentos. “A nossa empresa tem profissionais capacitados. O processo de fabricação e controle de qualidade é excelente, fiscalizado por todos os órgãos. Então, fica aqui o nosso repúdio a essa pessoa irresponsável, que por questão política fica armando esse tipo de coisa”.

A prefeita esteve reunida com o delegado Federal Samir Zugaibe e, em seguida, com o delegado da Polícia Civil Carlos Eduardo Muniz. O secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Astério Gomes, acompanhou a gestora.

Em abril, uma página de Facebook teria simulado um boletim informativo epidemiológico oficial com dados falsos sobre casos de Covid-19, o que teria causado apreensão entre os moradores.

Segundo assessoria, o protocolo de medicamentos que compõem o kit-covid foi elaborado pela Junta Médica da secretaria municipal de Saúde e é entregue aos pacientes, com prescrição médica. O registro da ocorrência também será feito na Polícia Federal, uma vez que os recursos utilizados pelo município para a compra dos remédios são oriundos do governo federal.

Eleições

A prefeita considera que as fake news teriam cunho político para atacá-la, uma vez que é pré-candidata à reeleição. Devem concorrer ao pleito, marcado para 15 de novembro, o deputado federal Juarez Costa (MDB), o empresário Roberto Dorner (Republicanos), o médico Jorge Yanai (Podemos) e delegado Sérgio (PSL).

Após publicação, em página de humor nas redes sociais, de que a Prefeitura de Sinop estaria distribuindo cápsulas de medicamentos vazias para pessoas com a Covid-19, a prefeita Rosana Martinelli (PL) procurou as polícias Federal e Civil para registrar queixa-crime nesta sexta (31). Rosana, que é pré-candidata à reeleição, considerou “absurda” a divulgação de notícias falsas e diz ser a segunda vez, durante à pandemia, que é alvo.

"Estamos protocolando a queixa-crime contra a quadrilha de fake news. Quem fez esse tipo de acusação tem que ter provas, são inverdades com cunho político. Não vamos deixar que irresponsáveis coloquem em risco a saúde pública e a idoneidade de empresas", diz em vídeo - assista.

A publicação acusa a Prefeitura e os empresários da Farmácia de Manipulação Alquimia de terem entregue cápsulas de zinco vazias para pacientes em tratamento para Covid-19. Os empresários Ester e Carlos Martins, proprietários da farmácia, repudiaram as acusações e se colocaram à disposição para mostrar todo o processo de manipulação dos medicamentos. “A nossa empresa tem profissionais capacitados. O processo de fabricação e controle de qualidade é excelente, fiscalizado por todos os órgãos. Então, fica aqui o nosso repúdio a essa pessoa irresponsável, que por questão política fica armando esse tipo de coisa”.

A prefeita esteve reunida com o delegado Federal Samir Zugaibe e, em seguida, com o delegado da Polícia Civil Carlos Eduardo Muniz. O secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Astério Gomes, acompanhou a gestora.

Em abril, uma página de Facebook teria simulado um boletim informativo epidemiológico oficial com dados falsos sobre casos de Covid-19, o que teria causado apreensão entre os moradores.

Segundo assessoria, o protocolo de medicamentos que compõem o kit-covid foi elaborado pela Junta Médica da secretaria municipal de Saúde e é entregue aos pacientes, com prescrição médica. O registro da ocorrência também será feito na Polícia Federal, uma vez que os recursos utilizados pelo município para a compra dos remédios são oriundos do governo federal.

Eleições

A prefeita considera que as fake news teriam cunho político para atacá-la, uma vez que é pré-candidata à reeleição. Devem concorrer ao pleito, marcado para 15 de novembro, o deputado federal Juarez Costa (MDB), o empresário Roberto Dorner (Republicanos), o médico Jorge Yanai (Podemos) e delegado Sérgio (PSL).



Ver mais