Seção de atalhos e links de acessibilidade

Política 18/06/2021 às 13:04

Fonte: Muvuca Popular

Escrito por: Muvuca Popular

Veja como votou cada senador de MT na privatização da Eletrobrás

O Congresso Nacional aprovou, na noite desta quinta-feira (17), a Medida Provisória (MP) que viabiliza a privatização da Eletrobras por 42 votos favoráveis e 37 votos contrários.


Foto Principal Notícia

Foto Por: Reprodução

O Congresso Nacional aprovou, na noite desta quinta-feira (17), a Medida Provisória (MP) que viabiliza a privatização da Eletrobras por 42 votos favoráveis e 37 votos contrários. O governo afirma que a capitalização da empresa pode reduzir a conta de luz, enquanto especialistas garantem que a conta deve ficar mais cara.

 

O projeto sofreu uma série de alterações, onde boa parte são alheias ao tema original do texto. Agora, a MP deve voltar para a Câmara de Deputados, que terá que votar em cinco dias, sendo que dois deles são final de semana. A medida expira em 22 de junho e, se não for votada, não terá mais validade.

 

A votação foi apertada no Senado, com diferença de apenas cinco votos entre os prós e contras.

 

Carlos Fávaro (PSD) votou a favor da MP e fez campanha para que ela fosse aprovada. Por meio de suas redes sociais, o parlamentar afirmou que a capitalização da empresa "é chance de ouro para salvarmos rios".

 

Jayme Campos (DEM) também votou a favor da privatização, no entanto, o democrata não se posicionou publicamente sobre a proposta.

 

Por último, Wellington Fagundes (PL), que assim como seus companheiros de bancada, votou a favor da MP. O senador também não publicou nada em suas redes sociais sobre a votação.



Ver mais