Seção de atalhos e links de acessibilidade

Política 30/06/2020 às 15:36

Fonte: RD News

Com quase 40 emendas ainda sendo discutidas, os deputados da Assembleia decidiram adiar mais uma vez a votação da Reforma da Previdência.

Votação da Reforma da Previdência fica para 5ª e AL avalia regras de transição

O texto estava na pauta da sessão dessa terça (30), mas ficou para voltar a plenário na quinta (2).

Nesse período os parlamentarem devem definir alguns pontos, como as regras de transição


Foto Principal Notícia

Foto Por: RD News

Com quase 40 emendas ainda sendo discutidas, os deputados da Assembleia decidiram adiar mais uma vez a votação da Reforma da Previdência. O texto estava na pauta da sessão dessa terça (30), mas ficou para voltar a plenário na quinta (2). Nesse período os parlamentarem devem definir alguns pontos, como as regras de transição e a situação de algumas categorias que envolvem a segurança pública.

O deputado Dr Eugênio (PSB) destacou que os colegas devem ponderar o caso dos servidores da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Apesar de contribuir no trabalho de investigação junto à Polícia Civil, a Politec não é considerada como integrante da segurança pública.

“É uma injustiça com a Politec, desde que foi criada estão à parte da segurança pública, e todos sabem que é um braço da Polícia Civil e não estão regulamentados nesse sentido”, diz o parlamentar que explica que a categoria quer ser reconhecida na reforma e ter acesso aos mesmos benefícios dos policiais civis.

Além da PEC da Reforma, o Projeto de Lei Complementar (PLC) que trata da previdência complementar também será avaliado na mesma sessão.

O adiamento da 1ª votação para quinta foi um pedido da deputada Janaína Riva (MDB) acolhido pelo presidente Eduardo Botelho (DEM), que ainda suspendeu a sessão marcada para quarta (1º). “Queremos ter esses dois dias para finalizar e estudar as emendas e trazer a plenário uma proposta em condições de ser aprovada”, disse Janaína.

Os estados tem até 30 de julho para se adequarem às regras da União, aprovadas pelo Congresso no ano passado.



Ver mais